Como atrair talentos para a sua empresa e … retê-los!

Portugal é hoje, um dos países mais procurados em toda a Europa não apenas por turistas, mas também por empresas, sobretudo as de tecnologia. Possui um ecossistema favorável há criação de startups, com menos custos de instalação, custos de mão de obra baixos, um bom clima e é um país de interesse para muitos profissionais.

Mas será que este clima tem facilitado as empresas na contratação de talentos?

A taxa de desemprego em outubro de 2018 registava mínimos de 6,6%; as empresas continuam com sérias dificuldades em preencher os seus postos de trabalho com profissionais qualificados.

Durante os anos mais duros da crise, assistiu-se a um êxodo de talentos portugueses para a Europa e o resto do mundo. Contudo, com a criação de inúmeras startups e o seu crescimento sólido, com o crescimento dos serviços compartilhados e o aumento natural de contratação das empresas locais, passou a haver lugar para novas contratações e hoje o problema das empresas é encontrar os melhores candidatos. E quando se encontram, muitas vezes estão também a participar noutros processos de recrutamento.

Recrutar e reter o talento adequado é a principal dificuldade sentida pelos gestores de recursos humanos. Este é um dos maiores desafios atuais, mas com a estratégia correta é possível atrair os melhores talentos e retê-los.

Então como é que as empresas podem atrair este talento e levá-lo a aceitar a sua proposta?

– Através da oferta de vantagens que o façam “cobiçar” um lugar na sua empresa.

Se o objetivo é contar com os melhores profissionais será necessário revelar-lhes os benefícios de trabalhar na sua organização e proporcionar incentivos atrativos. Quanto mais atrativos forem os benefícios da organização e os incentivos, maior a probabilidade de ela se distinguir no mercado. Afinal de contas, os colaboradores gostam de partilhar o seu orgulho pelo local de trabalho nas suas redes sociais (grandes fontes de talentos).

Logo, a empresa precisa de definir quais as vantagens que irá oferecer para atrair e reter talentos. Neste sentido, selecionamos algumas opções que podem ajudar neste processo.

  • Comece pela contratação

A fase da contratação é muito importante.

Algumas empresas, dada a sua dimensão, têm inúmeros interlocutores e consequentemente várias fases do processo, o que pode levar semanas entre a entrevista e a fase da proposta. Principal problema: aquele talento procura um emprego o quanto antes, quanto mais longo for o processo, maior a probabilidade de outra empresa o abordar e recrutar. Se a empresa necessita de alguém nos próximos meses, o ideal é começar a recrutar já.

Outro fator importante é a relação de proximidade que se estabelecer com o candidato desde o primeiro contato. É essencial ouvi-lo com atenção. Na primeira triagem, a entidade deve informar o candidato de qual será o projeto a que se está a candidatar e perceber quais são as razões de mudança que o levaram até ali.

  • Ofereça uma remuneração atrativa

Faça uma oferta alinhada com as expetativas do profissional, adequada com o mercado e compatível com o cargo em causa. Atenção, porque o salário não é o único motivo, mas tem um peso enorme na hora de decidir.

Se nesta oferta incluir opções de remuneração extra, tais como: participação nos lucros da empresa, prémios de desempenho ou outros prémios, ficará mais difícil perder aquele talento.

  • Proporcione flexibilidade de horário

Se possível, proporcione horários de trabalho flexíveis. Permita que o colaborador execute as suas tarefas diárias sem o limitar a uma carga horária obrigatória ou permita que possa realizar o seu trabalho através de casa. O importante é que o trabalho seja executado com a máxima qualidade possível e dentro dos prazos estipulados. Desta forma, o colaborador terá uma maior liberdade e a empresa poderá reduzir custos relacionados com o posto de trabalho.

Não esquecer que antes de oferecer este tipo de benefícios é necessário averiguar os procedimentos legais e verificar se estes vão ao encontro das políticas da empresa.

Assim sendo, é possível afirmar que o importante é investir em estratégias para atrair e reter talentos na empresa.

É igualmente importante prestar atenção às escolas de formação de profissionais. Não só a Universidades e Politécnicos, mas também a escolas profissionais. Estas instituições são autênticos celeiros de talentos e neste sentido importa estar próximo e observar os alunos, porque muitas vezes os jovens são opções com potencial para recuperar rapidamente todo o investimento realizado.

E depois é aproveitar que Portugal está no centro das atenções até mesmo para profissionais de outras nacionalidades. O que pode ser uma excelente opção. Exige algum cuidado na hora de tratar de questões burocráticas e analisar as permissões de trabalho, mas o governo português tem trabalhado neste sentido para que não seja barrada a entrada de novos talentos.

Agora que já conhece a resposta, cabe à sua empresa escolher as melhores estratégias que se enquadrem na sua cultura organizacional e colocá-las em prática.

Ou vai ficar aí à espera que os seus concorrentes lhe “passem a perna”?

Por Rita Reis

Cheerful leader motivating his business team

Designed by katemangostar / Freepik: https://www.freepik.com/

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s